Atraso na homologação de sistemas FV prejudica consumidores.

Atraso na homologação de sistemas FV prejudica consumidores.

Com a popularização do modelo de energia solar, o número de pedidos tem aumentado cada vez mais, porém com eles, chegam as reclamações de diversos clientes devido às demoras da Enel-SP para realizar o processo de homologação dos sistemas fotovoltaicos vendidos em todo o estado. Atualmente, as distribuidoras de energia estão levando meses para agendar as vistorias técnicas e conseguir ligar os sistemas instalados.

No Reclame Aqui, site de questionamento, onde os clientes podem entrar em contato com as empresas para resolver questões de compra, venda, produtos, serviços e atendimento, registra um número altíssimo de reclamações quando o assunto é a homologação dos sistemas de energia solar, que até agora não obtiveram respostas por parte os órgãos responsáveis.

De acordo com a Resolução Normativa n° 1.000, o prazo para análise dos projetos de GD para emissão do parecer é de:

•    15 dias para casos onde não há a necessidade de obras na rede de distribuição de energia;
•    30 dias para casos em que a obra se faz necessária; e
•    45 dias para a análise dos projetos de minigeração.

A resolução também prevê prazos para a instalação do medidor bidirecional junto com a vistoria, como segue abaixo:

•    5 dias úteis em instalações com conexão até 2,3 kV;
•    10 dias úteis em instalações com conexão entre 2,3 kV e 69 kV;
•    15 dias úteis em instalações com conexão maior que 69 kV.

As distribuidoras podem estar sujeitas a penalidades caso desrespeitem os prazos, mas mesmo assim, os consumidores saem prejudicados por conta da demora que impossibilita o uso de seus sistemas já instalados na rede.

Fonte: Canal Solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.